Simule seu investimento em mogno africano AGORA Simular

Sucupira BrancaNome Científico: Pterodon emarginatus (Leguminosae – Papilionoideae), Sucupira Branca.

Características: Espécie arbórea com 8-16 m de altura e tronco com 30-40 cm de diâmetro revestido por casca pardo-amarelada com ritdoma lenticelado e estriado. A copa alongada é dotada de folhas alternas, estipuladas, compostas imparipinadas, com 20-36 folíolos oblongos a lanceolados, de 3-4 cm de comprimento. Suas flores são esbranquiçadas ou róseas, dispostas em inflorescências apicais amplas. Os frutos são sâmaras contendo óleo amargo na estrutura alveolar da região central.

Locais de Ocorrência: Ocorre naturalmente nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul.

Madeira: Pesada, dura, difícil de rachar e de longa durabilidade mesmo quando em contato com solo e umidade. É própria para a construção naval e civil, pilares de pontes, assoalhos de vagões e de carrocerias, carvão e lenha.

Aspectos Ecológicos: Planta decídua característica de terrenos secos e arenosos do cerrado e de sua transição para a floresta semidecídua. Sua dispersão é irregular e descontínua, ocorrendo em agrupamentos densos e muitas vezes até em populações puras. Floresce em setembro-outubro. A maturação dos frutos ocorre de junho a julho, com a planta quase totalmente despida de folhagem. É uma espécie muito ornamental e pode ser utilizada com sucesso na arborização urbana de ruas e praças. Além disso, por ser uma espécie tolerante à luz direta e pouco exigente em relação ao solo, é de grande importância nos reflorestamentos mistos destinados a áreas degradadas.

As espécies de árvores nativas como a SUCUPIRA BRANCA são muito indicadas para ações de reflorestamento, preservação ambiental, arborização urbana, paisagismos ou plantios domésticos. O reflorestamento, por exemplo, corresponde a implantação de florestas em áreas que já foram degradadas, seja pelo tempo, pelo homem ou pela natureza.

Já quando há a finalidade de arborização urbana ou paisagismo, é necessário avaliar o espaço em que a muda será plantada para que não haja problemas com a fiação elétrica ou rachaduras na calçada.

No viveiro do Instituto Brasileiro de Florestas é possível encontrar mudas de árvores nativas produzidas em tubetes plásticos de diversos tamanhos. Todas com a certificação no Registro Nacional de Mudas e Sementes – RENASEM.

Confira também sobre Aldrago!

Fale Conosco