Simule seu investimento em mogno africano AGORA Simular

CHUVA DE OURONome Científico: Lophantera lactescens (Malpighiaceae), Chuva de Ouro.

Características: A Chuva de Ouro é uma espécie arbórea com altura de 10-20 m e tronco colunar bifurcado próximo à base, de 30-40 cm de diâmetro, revestido por casca pardacenta fina com ritidoma lenticelado. Suas folhas são opostas cruzadas, simples, glabras e com nervuras proeminentes na face inferior. As flores amarelas e vistosas são reunidas em inflorescências.

Locais de Ocorrência: Ocorre naturalmente na região Amazônica, principalmente na parte central.

Madeira: Moderadamente pesada e dura, compacta e moderadamente resistente ao ataque de fungos e bactérias. É empregada na construção civil, como vigas, caibros, forros, para marcenaria e carpintaria leve.

Aspectos Ecológicos: a muda chuva de ouro é uma planta semidecídua característica da floresta pluvial da região Amazônica. Ocorre tanto no interior da mata como em formações secundárias. Floresce durante os meses de fevereiro-maio e a maturação dos frutos ocorre em setembro-outubro. A árvore é extremamente ornamental para fins paisagísticos e é de grande importância para plantio de áreas degradadas destinadas à preservação.

As espécies de árvores nativas como a CHUVA DE OURO são muito indicadas para ações de reflorestamento, preservação ambiental, arborização urbana, paisagismos ou plantios domésticos. O reflorestamento, por exemplo, corresponde a implantação de florestas em áreas que já foram degradadas, seja pelo tempo, pelo homem ou pela natureza.

Já quando há a finalidade de arborização urbana ou paisagismo, é necessário avaliar o espaço em que a muda será plantada para que não haja problemas com a fiação elétrica ou rachaduras na calçada.

No viveiro do Instituto Brasileiro de Florestas é possível encontrar mudas de árvores nativas produzidas em tubetes plásticos de diversos tamanhos. Todas com a certificação no Registro Nacional de Mudas e Sementes – RENASEM.

Confira também sobre Cavíuna!

Fale Conosco