Simule seu investimento em mogno africano AGORA Simular

Árvore da chuvaNome Científico: Samanea saman (Leguminosae – Caesalpinioideae), Árvore da Chuva.

Características: A Árvore da Chuva tem como altura entre 15 e 25 m e tronco de 40-80 cm de diâmetro. Folhas compostas imparipenadas, com 15-29 folíolos opostos e glabros, de 4-7 cm de comprimento.

Locais de Ocorrência: Ocorre na floresta pluvial da encosta atlântica desde o sul da Bahia até São Paulo.

Madeira: Muito pesada, compacta, dura ao corte, superfície lisa e com pouco brilho, textura fina; de grande durabilidade mesmo quando em ambientes adversos.

Aspectos Ecológicos: Planta semidecídua característica da mata pluvial atlântica. É frequentemente encontrada em encostas e topos de morros onde a drenagem é rápida. Apesar de ser característica da floresta primária, pode ser encontrada em formações secundárias mais desenvolvidas. Produz anualmente grande quantidade de sementes viáveis.

As espécies de árvores nativas como a ÁRVORE DA CHUVA são muito indicadas para ações de reflorestamento, preservação ambiental, arborização urbana, paisagismos ou plantios domésticos. O reflorestamento, por exemplo, corresponde a implantação de florestas em áreas que já foram degradadas, seja pelo tempo, pelo homem ou pela natureza.

Já quando há a finalidade de arborização urbana ou paisagismo, é necessário avaliar o espaço em que a muda será plantada para que não haja problemas com a fiação elétrica ou rachaduras na calçada.

No viveiro do Instituto Brasileiro de Florestas é possível encontrar mudas de árvores nativas produzidas em tubetes plásticos de diversos tamanhos. Todas com a certificação no Registro Nacional de Mudas e Sementes – RENASEM.

Confira também sobre Jerivá!

Fale Conosco