Simule seu investimento em mogno africano AGORA Simular

JeriváNome Científico: Syagrus romanzoffiana (Arecaceae), Jerivá.

Características: A Jerivá é uma espécie com caule solitário e liso, 7-15 m de altura e de 20 a 50 cm de diâmetro. Suas folhas são plumosas, apresentam 7-25 contemporâneas e possuem coloração verde-escura. A inflorescência é ramificada, com até 1,5 m de comprimento contendo uma bráctea peduncular lenhosa. Os frutos são globosos ou ovóides de coloração laranja, vermelho alaranjado ou amarela e 2-4 cm de comprimento.

Locais de Ocorrência: Ocorre naturalmente da Bahia até o Rio Grande do Sul, Uruguai, Paraguai e Argentina, além de se estender nos estados do Mato Grosso do Sul e Goiás.

Utilidade: A espécie é amplamente cultivada para fins paisagísticos no Brasil e no mundo. Além disso, é uma espécie nativa potencial para produção de palmitos para conserva e seus frutos são comestíveis e atrai grande quantidade de aves.

As espécies de árvores nativas como a JERIVÁ são muito indicadas para ações de reflorestamento, preservação ambiental, arborização urbana, paisagismos ou plantios domésticos. O reflorestamento, por exemplo, corresponde a implantação de florestas em áreas que já foram degradadas, seja pelo tempo, pelo homem ou pela natureza.

Já quando há a finalidade de arborização urbana ou paisagismo, é necessário avaliar o espaço em que a muda será plantada para que não haja problemas com a fiação elétrica ou rachaduras na calçada.

No viveiro do Instituto Brasileiro de Florestas é possível encontrar mudas de árvores nativas produzidas em tubetes plásticos de diversos tamanhos. Todas com a certificação no Registro Nacional de Mudas e Sementes – RENASEM.

Confira também sobre Mutambo!

Fale Conosco