Utilização de tubetes na produção de mudas

 

Com intuito de obter cada vez mais qualidade e durabilidade em seus produtos, a Florestal Plast - empresa parceira do Instituto Brasileiro de Florestas, desenvolveu tubetes plásticos a fim de otimizar o processo de produção de mudas em geral. 

Florestal Plast

Os tubetes de 120 cm³ e de 290 cm³ são os mais utilizados para o cultivo de mudas florestais nativas, além de mudas de cana-de-açúcar, café, cacau, pimenta do reino, entre outras.

Durante o processo de produção das mudas, conforme o sistema radicular for se desenvolvendo, as mudas podem ser transferidas para um tubete de maior volume, ou seja, inicia-se com o semeio em bandejas plugs de 35 ml ou tubetes de 55 ml e transplanta-se para tubetes maiores, como os modelos de 120, 290 ou 820 ml. 


Em todo o processo de produção a Florestal Plast busca inovação tecnológica e melhoria contínua na gestão do processo. Conheça os diferenciais:

  • Produção própria - garante controle de todo o processo e melhoria contínua dos modelos conforme a experiência do cliente;
  • Matéria-prima de boa procedência - Confeccionado em polipropileno atóxico e reciclado, a matéria prima passa por rigorosos testes de qualidade antes ir para a linha de produção;
  • A cor preta e a adição de pigmento foto-estabilizador anti-ultravioleta, garante maior durabilidade ao tubete, que poderá ser reutilizado várias vezes pelo viveiro. Há tubetes em reuso que duram mais de 20 anos;
  • As estrias laterais direcionam as raízes para o sentido vertical, não permitindo o enovelamento;
  • O designer, focado no equilíbrio entre a conicidade e diâmetro de boca, permite melhor otimização de espaço no transporte e melhor aproveitamento da área do viveiro, por outro lado a conicidade adequada permite menor estresse no momento da retirada das mudas, gerando menos perda por quebra de torrão;
  • Reforço da parede e da borda, permite receber os golpes necessários na parte superior, evitando-se a quebra na hora de se desentubar as mudas, aumentando-se a vida útil;
  • A conicidade e tamanho adequado, permite que os tubetes fiquem 8 cm suspensos em relação ao chão (quando dentro das bandejas tradicionais), promovendo assim a poda aérea, eliminando os problemas de enraizamento de mudas no chão e ataque de fungos.

tubetes

Os tubetes possuem bandejas específicas para serem acoplados. Em média, 4 bandejas ocupam cerca de 1 m² no viveiro.

  • Tubete de 120 cm³ corresponde a bandeja de 96 células
  • Tubete de 290 cm³ corresponde a bandeja de 54 células

 

catalogo materiais plasticos

 

 

 

 

 

  

 

Ligar

icon telefoneFale conosco!

(11) 4063-5206

 

Bate-Papo

icon chat

Receba ajuda de um

especialista on-line

Das 8h às 18h

E-mail

icon email

Envie-nos perguntas

detalhadas sobre sua dúvida

Saber Mais

Saber Mais

Use a Central de Atendimento

para encontrar as respostas

rapidamente.

Logo IBF

 WhatsApp IBF

bnds edit

Endereço

Instituto Brasileiro de Florestas

IBF Londrina

- Rua Sena Martins, 281B
Bela Vista, Londrina - Paraná
86015-060

+55 (43) 3324-7551

IBF Curitiba

- Rua Lívio Moreira, 631
São Lourenço, Curitiba - Paraná
82200-070

+55 (41) 3018-4551