Previous Next

Release - Dia de Campo em Barão de Monte Alto

Estiveram reunidos em Barão de Monte Alto/MG com os especialistas do Instituto Brasileiro de Florestas (IBF), Solano e Higino Aquino, profissionais e investidores florestais para participarem do Dia de Campo de Mogno Africano no sábado, dia 12 de maio de 2018. O evento foi realizado na Fazenda Murici, propriedade de Gilson Góes e do Ricardo Maia, onde há 70 hectares de mogno africano (Khaya ivorensis) plantados, com espaçamento 3 x 2 m. O espaçamento utilizado é vital para o crescimento das árvores para que elas se desenvolvam, gerando competição com as outras e, portanto, provoque maior crescimento. Isso também determina o grau de esbeltez e influencia a qualidade da madeira para que a árvore tenha o maior rendimento possível. Atualmente, as árvores deste plantio, têm tamanho médio de 12 metros de altura e 12 centímetros de diâmetro.

Os participantes presenciaram na prática, as atividades técnicas de todo o processo de desbaste de uma floresta com mais de 3 anos. O corte teve como objetivo selecionar as melhores árvores para o corte final a fim de que o espaço vital de crescimento fosse aumentado e também eliminar as árvores que não apresentaram desenvolvimento significativo, crescimento mais lento e não retilíneo.

Discutiu-se as finalidades das madeiras cortadas e as etapas do processo de seleção das árvores, tanto aspectos físicos quanto biológicos de cada indivíduo da floresta. As árvores escolhidas para desbaste tiveram como critério espessura, curvaturas acentuadas nos troncos e crescimento vertical mais baixo em relação às outras.

Das toras colhidas, foi retirado a casca, que em seguida é descartada, para facilitar a permeação da solução imunizadora de produtos químicos com o intuito de aumentar a durabilidade da madeira, a qual poderá ser utilizada para confecção de palanques.

Além disso, foi explicado o sortimento florestal que é a capacidade que a floresta tem de produzir indivíduos de diferentes tamanhos de circunferência, ou seja, quanto maior o sortimento, mais chances deles terem maior volume de madeira e, consequentemente, um maior valor da tora.

A expectativa é de que estas árvores ultrapassem 1m³ bruto, obtendo-se assim o melhor rendimento e aproveitamento da madeira, tendo como base o corte final aos 17 anos, segundo a previsão dos especialistas do IBF. O Dia de Campo pôde proporcionar aos profissionais e investidores, experiências reais do processo de uma colheita florestal. A próxima edição acontece em novembro deste ano, fique ligado na nossa agenda

Dia de Campo - Barão de Monte Alto

 

Agenda de Cursos

 

Treinamento

 

Boletim Informativo

Mogno Africano

Ligar

icon telefone

Fale com um especialista do IBF

das 8h às 18h

+55 11 4063-5206

Bate-Papo

icon chat

Receba ajuda de um

especialista on-line

Das 8h às 18h

E-mail

icon email

Envie-nos perguntas

detalhadas sobre sua dúvida

Saber Mais

Saber Mais

Use a Central de Atendimento

para encontrar as respostas

rapidamente.

Logo IBF

 whats

bnds edit

Nossos Serviços

Endereço

Instituto Brasileiro de Florestas

IBF Londrina

- Rua Sena Martins, 281B
Bela Vista, Londrina - Paraná
86015-060

+55 (43) 3324-7551

IBF Curitiba

- Rua Lívio Moreira, 631
São Lourenço, Curitiba - Paraná
82200-070

+55 (41) 3018-4551