Além da altura total e o fator de forma, o diâmetro à altura do peito (DAP) é uma das mais importantes variáveis que precisam ser medidas para o inventário florestal. Essas variáveis são medidas dendrométricas, ou seja, se referem ao estudo das dimensões das árvores que tem como objetivo determinar o volume de uma floresta, prevendo seu estoque com segurança e o incremento florestal.

Mas primeiro, vamos entender alguns termos. O inventário florestal é uma atividade recomendada para verificar a quantidade e a qualidade de uma floresta, a fim de medir e avaliar uma parcela representativa de árvores de determinada floresta. Para saber mais sobre o inventário florestal e sua importância, leia este artigo.

A palavra dendrometria é derivada do grego, dendron e metria, que significa, respectivamente, árvore e mensuração, ou seja, é uma técnica de medição individual das árvores.

O valor do DAP é uma das variáveis dendrométricas que são usadas para o inventário. No Brasil, de acordo com o Sistema Internacional de Unidades (SI), sua medição deve ser feita a partir de uma árvore em pé e realizada a 1,30m de altura em relação ao nível do solo. Já em outros países, como por exemplo os Estados Unidos, o DAP é medido a 1,37 m; na Inglaterra e em países europeus, a 1,29 m; e no Japão, a 1,25 m. Essas diferentes alturas de medição do DAP impedem a comparação de valores de área basal em nível internacional.

Esse ponto da medida oferece mais agilidade ao trabalho à campo, facilita o manuseio de instrumentos de medição e minimiza a possibilidade de problemas ergonômicos ao mensurador. Acredita-se que na maioria das árvores, as deformações estão na base do fuste, o que acaba dificultando a medição dos diâmetros e causando erros nos cálculos das áreas de secção, já acima da altura do peito, essas deformações são reduzidas.

O termo DAP é uma forma de padronização mundial, e por isso devemos ressaltar alguns pontos de sua importância:

  1. O DAP é o elemento mais importante pois sua medida serve como base para outros cálculos, como por exemplo, a obtenção da área seccional (grau de ocupação por madeira em determinada área) à altura do peito, medida essencial no cálculo do volume das árvores e de povoamentos.
  2. Em comparação com as características de outras árvores, é uma medida que pode ser facilmente avaliada, pois são valores mais confiáveis. Dessa forma diminui a possibilidade de erros de medição, desde que sejam utilizados os métodos adequados e os cuidados necessários.
  3. A distribuição diamétrica da floresta é definida pelo agrupamento dos diâmetros das árvores em classes, ela é fundamental para a obtenção do estoque de crescimento e para verificar se serão necessárias alterações nas manutenções da floresta.
  4. A partir do DAP e da soma das áreas seccionais das árvores, pode-se calcular a área basal do povoamento, dessa forma, se obtém um parâmetro da densidade do povoamento.

Mas, afinal, como é calculado o DAP?

Para saber o DAP da árvore, será necessário coletar a Circunferência a Altura do Peito (CAP) e dividir por π, a qual é a proporção numérica originada da relação entre as grandezas do perímetro de uma circunferência e o seu diâmetro, cujo valor é aproximadamente 3,141592… Confira a fórmula abaixo:

formula DAP

Principais instrumentos utilizados para coletar medidas

suta

 

Suta

É um instrumento para medir diretamente o diâmetro da árvore. É um tipo de régua com dois braços, de forma que um seja fixo e o outro se desloque de um lado para o outro. Para medir o diâmetro corretamente, a suta deve estar posicionada perpendicularmente ao eixo do fuste da árvore.

 

fita metrica

Fita métrica

Como a maioria já conhece, a fita métrica é utilizada para medir a circunferência da árvore, possuem baixo custo e são de fácil utilização. Porém, são feitas de materiais que podem dilatar com o calor e são facilmente esticadas com a força do mensurador, portanto podem ocorrer alterações no valor da circunferência.

 

 

fita diametrica

Fita diamétrica

As fitas diamétricas foram criadas para corrigir as possibilidades de variações dos valores que a fita métrica pode causar. A partir da fita diamétrica, é possível obter tanto o diâmetro quanto a circunferência do fuste e de galhos. Essas fitas são produzidas com lâmina em aço ou em material sintético, menos sujeito a variações. Além disso, elas são compostas por duas escalas, uma para obter a circunferência e outra para obter o diâmetro.

Além do DAP, há outros elementos importantes que devem ser medidos e analisados para compor o inventário florestal, como por exemplo a altura da árvore, que é o comprimento da planta ou do seu fuste/tronco, e o fator de forma, que é a relação entre o volume do tronco e o volume real da árvore. Por isso, acompanhar as medidas dendrométricas e o crescimento dos povoamentos, são atividades fundamentais que podem ajudar a alcançar um melhor desempenho florestal.

Confira no material educativo gratuito abaixo, 7 dicas sobre o tempo de crescimento do Mogno Africano:

dicas crescimento mogno africano