Simule seu investimento em mogno africano AGORA Simular

Florestas para produção de madeira nobre já são famosas por serem investimentos de longo prazo com alto retorno financeiro. O mogno africano se destaca entre as demais espécies por apresentar maturação biológica precoce, isto é, o corte raso é feito a partir dos 17 a 25 anos. Enquanto as florestas comerciais de ipê roxo, o corte final é por exemplo, a partir dos 25 anos de idade. 

Essa espécie exótica produz madeira tropical dura, muito apreciada no mercado internacional. Para se atender essa demanda internacional é indicado que seja feito o plantio em grande escala. Caso opte em atender o mercado interno, é possível se obter retorno financeiro em pequenas áreas.

Ao plantar uma floresta de mogno africano é preciso analisar diversos fatores do local onde será feito o plantio para que assim seja possível definir os recursos e o capital necessário para se investir em mogno africano.

 

Recursos necessários para plantar mogno africano

A quantidade de recursos necessários está diretamente ligado ao tamanho da área que se deseja fazer o plantio. Contudo, pode ser reduzido caso haja infraestrutura para recebimento e armazenamento dos recursos, ou até mesmo a reutilização de determinados insumos já presentes na propriedade. Confira abaixo os itens necessários na implantação da floresta:

  • Mão de obra;
  • Canteiro de obra;
  • Insumos;
  • Transporte e armazenamento;
  • Máquinas e equipamentos.

A quantidade e os recursos listados nos itens mencionados podem variar de acordo com o método de implantação que poderá ser manual, indicado para terrenos irregulares, ou mecanizada para áreas planas.

Propriedades de aproximadamente 10 hectares são implantadas normalmente com equipes de 6 a 9 operários de serviços gerais. Equipes deste tamanho costumam levar cerca de 1 semana para concluir a operação. Os operários de serviços gerais serão coordenados por um encarregado ou pelo próprio empregador, considerando a contratação da empresa de locação de maquinário (tratores e implementos) para operações mecanizadas.

Já a aquisição de maquinários é recomendada apenas em áreas planas sem afloramento rochoso e em plantios que seguem o conceito de lavoura florestal, com plantios regulares realizados periodicamente.

 

Mas afinal, quanto custa 1 hectare de mogno africano?

O aporte inicial para investir em mogno africano é aproximadamente de R$ 40 mil nos dois primeiros anos da floresta, considerando uma propriedade com fertilidade mediana, ou seja, que precisou de poucos insumos de correção de solo. Também foi considerado o espaçamento ideal cuja medida é 3 x 2 ou de 3,5 x 1,7 metros, o qual impacta no custo, desenvolvimento e retorno financeiro da floresta. Há também os custos anuais de manutenção da floresta que podem variar de ano a ano.

É importante reforçar que a correção de solo é essencial no desenvolvimento da floresta, pois por meio dela é possível evitar a ocorrência de determinadas pragas e doenças. Alguns nutrientes como o calcário, fortalecem a parede celular do mogno africano e isso dificulta o ataque de insetos, além de auxiliar na aceleração do crescimento.

Outro fator que contribui para a aceleração do crescimento do mogno africano é o espaçamento utilizado. No caso do espaçamento 3 x 2 ou de 3,5 x 1,7 metros, há a competição entre as plantas, fazendo com que cresçam mais rápido e produzam menos ramos laterais, baixando, assim, o custo de manutenção.

Ainda neste espaçamento está programado três manejos: 1°) no 3° e 4° ano; 2°) no 10° ano; 3°) no 13° e 15° e o corte raso a partir dos 17 anos. Com base nas estimativas de preços praticados no mercado internacional, no terceiro manejo de desbaste é previsto o payback do investimento inicial, ou seja, no 13° ano de idade da floresta.

Além do modelo de desbaste que mencionamos, também pode ser feito com outras idades, outras frequências e outros volumes.

Portanto, os valores estimados neste artigo são com base em uma propriedade de 1 hectare localizada em uma região com características satisfatórias para o crescimento do mogno africano e com fertilidade mediana. No valor mencionado foi considerado 1.666 mudas por hectare. Já outros custos relativos às manutenções periódicas assim como os manejos de desbastes e fertilidade mediana não estão inclusos no valor. Entenda melhor sobre os custos e receita estimada, baixe aqui planilha modelo de investimento:

planilha de investimento