Case: 40 hectares de Mogno Africano em Dom Viçoso/MG

O estado de Minas Gerais vem se destacando em meio a produção de florestas de Mogno Africano devido à grande facilidade de adaptação da espécie na região. O clima favorável, solos férteis e ausência de geadas, contribuem com o avanço das árvores e consequentemente maior rendimento da madeira. Atualmente, o estado concentra a maior parcela de investidores em Mogno Africano no Brasil, contendo extensos plantios em inúmeras cidades: Prata/MG; Oliveira Fortes/MG; Pompéu/MG; Cambuí/MG, Coromandel/MG; Viçosa/MG; Guaranésia/MG; Tombos/MG; Delfim Moreira/MG; Arinos/MG, Carmo do Paranaíba/MG; Alpinópolis/MG; Curvelo/MG; Galiléia/MG; Varginha/MG, Argirita/MG; Campestre/MG; Faria Lemos/MG, Presidente Bernardes/MG; Águas Vermelhas/MG; Três Corações/MG, Ibitipoca/MG; Frei Gaspar/MG, Boa Esperança/MG; Itapecerica/MG; São João Del Rei/MG e Pouso Alegre/MG.

Conheça o Case de Plantio de 40 hectares de Mogno Africano em Dom Viçoso/MG, cidade de clima tropical, popularmente conhecida como “Cidade das Colinas”, localizada no sudoeste do estado.

Sobre o investidor:

O plantio pertence ao Sr. Ezio Conte, que é economista e empresário do ramo educacional. Chegou ao Instituto Brasileiro de Florestas no final do ano de 2016, participando do Workshop Internacional de Mogno Africano em São Paulo/SP, com a decisão de diversificar seus investimentos para algo mais rentável. A princípio não possuía área para o plantio e com o auxílio de seu sobrinho, Sr. Eliseo Pasqualini, que conduz o plantio, encontraram a área para plantar a floresta de 40 hectares de Mogno Africano em Dom Viçoso/MG.

Processo de implantação:

Através da Assessoria Técnica Financeira, a nossa equipe de especialistas, personalizou o projeto para a implantação da floresta, dando todo o suporte aos investidores: desde as recomendações para a correção do solo e planejamento do plantio até as projeções financeiras para o futuro comércio da madeira. As mudas e os insumos utilizados, foram fornecidos e reservados antecipadamente pelo IBF. Além das 67 mil mudas da espécie Khaya Ivorensis, utilizaram-se as seguintes medidas para o preparo da área e das linhas de plantio:

 

tabela case 40 hectares

8 Fatores de contribuíram para o sucesso no plantio:  

 

  1. Correção de solo realizada atendendo às recomendações dos técnicos da assessoria obtendo-se boas características físicas e químicas;
  2. Assessoria para garantir todo auxílio na implantação, planejamento e condução da floresta;
  3. Espaçamento utilizado conforme indicação do IBF, sendo o 3x2 metros;
  4. Utilização de 1.666 mudas por hectare;
  5. Mecanização de 95% da atividade devido ao relevo ser majoritariamente plano;
  6. Área escolhida e analisada com localização estratégica para recebimento dos insumos;
  7. Opção de realizar o plantio das mudas na época das chuvas: dezembro e janeiro de 2018;
  8. Condução do cronograma de atividades proposto para cada fase;

Assista como foi o processo de implantação:

 



Quer ter um suporte personalizado para criação da sua floresta de mogno com uma equipe especializada e altamente capacitada?

 
 conheça o serviço de assessoria

 

Vantagens do Mogno

 

 

 

 

Treinamento

 

Boletim Informativo

Mogno Africano

Ligar

icon telefone

Fale com um especialista do IBF

das 8h às 18h

+55 11 4063-5206

Bate-Papo

icon chat

Receba ajuda de um

especialista on-line

Das 8h às 18h

E-mail

icon email

Envie-nos perguntas

detalhadas sobre sua dúvida

Saber Mais

Saber Mais

Use a Central de Atendimento

para encontrar as respostas

rapidamente.

Logo IBF

 whats

bnds edit

Nossos Serviços

Endereço

Instituto Brasileiro de Florestas

IBF Londrina

- Rua Sena Martins, 281
Bela Vista, Londrina - Paraná
86015-060

+55 (43) 3324-7551

IBF Curitiba

- Rua Lívio Moreira, 631
São Lourenço, Curitiba - Paraná
82200-070

+55 (41) 3018-4551