Demanda de Madeira Serrada de Coníferas nos EUA deverá crescer

O aumento no consumo da matéria-prima pós-crise econômica começou em 2010 e vai atingir seu pico em 2030.

O consumo de madeira serrada de coníferas nos EUA (Estados Unidos da América), em 2017, foi de 82 milhões de m³ (metros cúbicos). A produção atingiu 56 milhões e a exportação 3 milhões. Como resultado, os EUA importaram aproximadamente 29 milhões de metros cúbicos.


A figura abaixo mostra a evolução da produção e consumo de madeira serrada de coníferas dos EUA. O consumo atingiu um valor máximo em 2005 (109 milhões m³), e mínimo em 2009 (53 milhões m³). Após 2009, tanto o consumo como a produção cresceram.


Os EUA são grande mercado para os produtores florestais brasileiros e é importante analisar as perspectivas. A boa notícia é o cenário que indica forte retomada da demanda de madeira serrada naquele país. Estudos conduzidos pela Forest Edge LLC e pela Wood Resources Internacional LLC indicam que o consumo de madeira serrada de coníferas deverá crescer a taxas elevadas nos próximos anos, atingindo um pico em 2030.

 

demanda-de-madeira-serrada

 

As análises apontam para o maior crescimento do consumo de madeira serrada na categoria de construções não residenciais, cuja participação no consumo total projetada irá passar dos atuais 11% para 14% em 2030. De qualquer forma, o maior volume continuará sendo nas construções residenciais, incluindo reparação e remodelação, que terá uma participação no consumo total de 70% naquele ano.

Foi também identificado que ocorrerá uma mudança nas fontes de suprimento da madeira serrada de coníferas. Esta mudança ocorrerá em função da disponibilidade, capacidade de produção, preços da madeira, competitividade de fornecedores, taxa de câmbio e desenvolvimento de produtos.

O suprimento da demanda de madeira serrada no futuro será em parte garantido com importação de madeira do Canadá e de outros países. A análise de perspectivas indica que British Columbia terá limitações de suprimentos, mas outras regiões do Canadá (região leste), e outros países, deverão aumentar as exportações de madeira serrada de coníferas aos EUA nos próximos 15 anos. Em um cenário otimista, as importações deste produto pelos EUA poderão aumentar em 35% até o ano de 2030.

Esta perspectiva abre uma janela de oportunidade para a indústria florestal brasileira. É importante analisar a evolução e as perspectivas de demanda de produtos florestais nos EUA e investir para participar desta oportunidade. A reativação da economia brasileira também aumentará a demanda local, mas isto não deverá ser motivo para perder a oportunidade de uma consolidação no mercado internacional.

 

 

EVOLUÇÃO DO CONSUMO E DA PRODUÇÃO DE MADEIRA SERRADA DE CONÍFERAS NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

 

grafico artigo stcp pronto

 

Escrito por: Ivan Tomaselli – Diretor -presidente da Stcp Engenharia de Projetos Ltda
Contato: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Fonte:  www.referenciaflorestal.com.br

 

Vantagens do Mogno

 

 

 

 

Treinamento

 

Boletim Informativo

Mogno Africano

Ligar

icon telefone

Fale com um especialista do IBF

das 8h às 18h

+55 11 4063-5206

Bate-Papo

icon chat

Receba ajuda de um

especialista on-line

Das 8h às 18h

E-mail

icon email

Envie-nos perguntas

detalhadas sobre sua dúvida

Saber Mais

Saber Mais

Use a Central de Atendimento

para encontrar as respostas

rapidamente.

Logo IBF

 whats

bnds edit

Nossos Serviços

Endereço

Instituto Brasileiro de Florestas

IBF Londrina

- Rua Sena Martins, 281
Bela Vista, Londrina - Paraná
86015-060

+55 (43) 3066-2045

IBF Curitiba

- Rua Lívio Moreira, 631
São Lourenço, Curitiba - Paraná
82200-070

+55 (41) 3018-4551