Análise Química do Solo e sua Importância

A avaliação de fertilidade do solo inicia-se com a amostragem do solo, pois é com base na análise química que é estabelecido o grau de insuficiência ou suficiência, possibilitando correções das deficiências e elementos prejudiciais ao cultivo.

Para a coleta da amostra, o método zigue-zague é o mais utilizado para pequenos produtores e por produtores que não possuem recursos como aparelhos de GPS. Neste contexto, indica-se a divisão da área em lotes empiricamente homogêneos de até 10 hectares cada (mesma posição topográfica, cor do solo, textura, cultura ou vegetação anterior, adubação e calagem anterior). Posteriormente, percorra a área em zigue-zague retirando com um trado (ou pá) entre 8 e 12 amostras de solo. Outro detalhe importante é evitar recolher amostras próximas a barracões, área de armazenagem de adubos, estradas, formigueiros ou cupinzeiros ou que contenham muitas fezes de animais.

No caso de preparo de implantação de florestas, siga os seguintes passos:

  1. Retire amostras separadas de diferentes profundidades: 0 a 20 cm e 20 a 40 cm;
  2. Coloque todas as amostras de mesma profundidade de uma área em um balde limpo;
  3. Misture bem todas as amostras de mesma profundidade e retire a amostra final com cerca de 500 gramas de solo;
  4. Identifique com uma etiqueta resistente ou escreva no saquinho plástico a identificação da amostra e envie para o laboratório;
  5. Encaminhe as amostras para a Laborsolo.

como coletar amostra de solo

 

Profundidade e itens de análise:

Profundidade: 0 - 20 cm
Item de Análise Química: Macro + Micro.

Profundidade: 20 - 40 cm
Itens de Análise Química: Básica + S; P-REM; Al - Alumínio; Matéria Orgânica.
Item de Análise Física: Granulométrica.

Análise química do Solo Laborsolo


Por meio dos resultados da análise, os técnicos estarão aptos a realizar a sua devida interpretação e indicar  assim as devidas correções. Esta atividade é de suma importância dentro do contexto de manejo florestal, uma vez que a falha nesta etapa inicial implicará em problemas no crescimento e desenvolvimento das árvores, trazendo prejuízos e comprometendo todo investimento realizado.

O Instituto possui técnicos capacitados em orientar todo esse processo inicial. Para informações, entre em contato conosco e verificaremos como podemos orientar esta atividade técnica inicial de implantação.

Por que a Laborsolo?

Com intuito de padronizar o processo, a equipe técnica do Instituto vem utilizando de análises oriundas da Laborsolo devido ao fato deste laboratório disponibilizar de um software que recebe o arquivo com extensão específica sugres.exe, o que agiliza todo processo de análise e interpretação.

LABORSOLO
Endereço: Av. Tiradentes n° 3.173 - Jd. Jockey Club
CEP: 86072-000, Londrina/PR
Fone: (43) 3338-5738
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Site: www.laborsolo.com.br/site
 

Artigos Relacionados:

Vantagens do Mogno

 

 

 

 

Treinamento

 

Boletim Informativo

Mogno Africano

Ligar

icon telefone

Fale com um especialista do IBF

das 8h às 18h

+55 11 4063-5206

Bate-Papo

icon chat

Receba ajuda de um

especialista on-line

Das 8h às 18h

E-mail

icon email

Envie-nos perguntas

detalhadas sobre sua dúvida

Saber Mais

Saber Mais

Use a Central de Atendimento

para encontrar as respostas

rapidamente.

Logo IBF

 whats

bnds edit

Nossos Serviços

Endereço

Instituto Brasileiro de Florestas

IBF Londrina

- Rua Sena Martins, 281
Bela Vista, Londrina - Paraná
86015-060

+55 (43) 3066-2045

IBF Curitiba

- Rua Lívio Moreira, 631
São Lourenço, Curitiba - Paraná
82200-070

+55 (41) 3018-4551