“Na Austrália temos condições bastante adversas, nada parecidas com as que encontramos no Brasil. Considero que este país tem capacidade para se tornar referência mundial na produção de madeira nobre, intercâmbios como estes proporcionam o compartilhamento e disseminação de experiências sobre esta cultura preparando os fornecedores para atender esta oportunidade de mercado. "

Simon Penfold

Tudo sobre cedro australiano

Cedro Australiano, Mogno Africano
Foto: Simon Penfold pesquisador da Austrália e Solano Aquino pesquisador do Brasil em visita técnica.

O Cedro australiano é uma árvore nativa da Autrália, sua área de ocorrência é por toda a costa leste australiana. Até 1910 já havia sido verificada a extinção genética e econômica da espécie no continente australiano, devido ao grande valor da madeira e de seus múltiplos usos na Austrália e Europa, para onde grande parte da madeira foi exportada.
O cedro australiano existe ainda hoje em áreas de preservação na Austrália, numa faixa de aproximadamente 200 km entre o continente e a costa leste, ao longo de quase 3200 km de extensão entre norte e sul do país. Atualmente, o cedro australiano é uma das espécies vegetais arbóreas mais ameaçadas de desaparecimento no mundo.
Pertencente à família Meliaceae (cedros e mognos), o cedro australiano assemelha-se muito em termos de qualidade, usos e características da madeira, com os cedros e mognos existentes no mundo todo, especialmente com o cedro (Cedrela fissilis) e mogno (Swietenia macrophylla) brasileiros. Devido à coloração clara que pode variar do vermelho ao amarelo castanho e de sua leveza, a espécie é a substituta ideal para os usos dados ao cedro e mogno brasileiro, também sendo excelente alternativa para a substituição de muitas espécies, como a balsa e outras madeiras leves e claras.
Austrália divide conhecimento de décadas de estudo em manejo e melhoramento genético do Mogno Africano com o Brasil através da parceria AMA - African Mahogany Australia e o IBF - Instituto Brasileiro de Florestas.
- Dr. Simon Penfold, declarou: “Na Austrália temos condições bastante adversas, nada parecidas com as que encontramos no Brasil. Considero que este país tem capacidade para se tornar referência mundial na produção de madeira nobre, intercâmbio como estes proporcionam o compartilhamento e disseminação de experiências sobre esta cultura preparando os fornecedores para atender esta oportunidade de mercado. "

Com o objetivo de ampliar o debate sobre as principais técnicas de cultivo de madeira nobre o IBF promove intercâmbio e workshop sobre o tema no Brasil e no exterior.

 

 

material de estudo3

 

  Boletim Informativo

Ligar

icon telefone

Fale com um especialista do IBF

das 8h às 18h

+55 11 4950-9091

Bate-Papo

icon chat

Receba ajuda de um

especialista on-line

Das 8h às 18h

E-mail

icon email

Envie-nos perguntas

detalhadas sobre sua dúvida

Saber Mais

Use a Central de Ajuda

para encontrar as respostas

rapidamente.

Logo IBF

 whats

bnds edit

Nossos Serviços

Endereço

Instituto Brasileiro de Florestas

IBF Londrina

E Rua Senador Souza Naves, 182
Sala 303, 6º Andar, Centro
Londrina, Paraná, 86010-160

T +55 (43) 3066-2151

IBF Curitiba

E Rua Lívio Moreira, 631
São Lourenço
Curitiba, Paraná, 82200-070

T +55 (41) 3018-4551

X Fechar