5 Motivos para investir em Mogno Africano

Motivos para investir em Mogno Africano

O Mogno Africano ganha cada vez mais espaço para a produção de madeira nobre. Nos últimos anos, o cultivo do mogno tem atraído diversos investidores, tanto nacionais quanto internacionais e este número vem crescendo a cada dia. A espécie possui crescimento rápido comparada a outras espécies de madeira nobre, além  de possuir alto valor comercial. Conheça os 5 principais motivos de por que o mogno africano é um bom investimento pra você:

1. Uma floresta de 1 hectare de Mogno Africano pode gerar mais de MEIO MILHÃO DE REAIS no final de seu ciclo

Cada hectare de Mogno Africano plantado para produção de madeira para exportação, pode render uma receita de mais de meio milhão de reais até o final de seu ciclo. De acordo com estudo desenvolvido pelo IBF, é esperado que a taxa interna de retorno (TIR) seja de aproximadamente 18%, tendo como base a valorização de 9% ao ano (a.a) da terra, a valorização da madeira em 2,3% a.a. e inflação de 2 a 3,5%. Entenda com mais detalhes a estimativa baixando a planilha modelo de investimento.

 planilha modelo de investimento

 

objetos de madeira

 2. Qualidade e utilização diversificada da madeira de mogno africano 

As madeiras nobres apresentam maior valor comercial porque são mais duras e possuem maior durabilidade quando comparadas às madeiras comuns como pinus e eucalipto. O Mogno Africano é utilizado para fins de marcenaria, pisos leves, faqueados, movelaria fina, construção naval, construções sofisticadas e inúmeros outros produtos especiais, como instrumentos musicais, artesanato, entre outros.

 

 

 

 3. Fenômeno do Apagão Florestal: mudanças positivas e profundas no mercado

O Apagão Florestal corresponde a diminuição de áreas privadas para produção e extração de madeiras devido a pressões na Amazônia e, por outro lado, ocorre o aumento na demanda por madeiras nobres serradas. O fato oportuniza implantar novas florestas a fim de atender a demanda do mercado de forma sustentável e equilibrada, aptas às exigências do mercado consumidor. Segundo o Serviço Florestal Brasileiro, atualmente (2019) foram extraídos mais de 10 milhões de metros cúbicos de madeira dura tropical para atender à indústria, sendo que a demanda deve chegar a 21 milhões em 2030, por outro lado a oferta reduzirá para 5 milhões, gerando um déficit de 16 milhões de metros cúbicos.

apagao florestal oferta de madeira em tora

 Fonte SBF 2011.

4. O preço do metro cúbico é muito valorizado no mercado

O mercado madeireiro internacional pratica o valor da madeira com base no dólar ou do euro, que são moedas mais estáveis ao ser comparada com o real. De acordo com o IBF, o preço é estimado entre 100-400 euros para toras com diâmetros inferiores e 500-600 euros por metro cúbico nas toras (em pé) com diâmetros superiores.

 5. Legislação flexível para espécies exóticas

As espécies nativas para fins comerciais são reguladas pelo IBAMA, tendo regras mais rigorosas para controle de produção e comércio. Já as espécies exóticas, como o mogno africano, possuem uma legislação mais flexível e exigem outros documentos para comercialização legal dessa madeira. Os documentos podem variar de região para região de plantio. 

 planilha modelo de investimento

 

 

 

 

 

 

  

 

Ligar

icon telefoneFale conosco!

(11) 4063-5206

 

Bate-Papo

icon chat

Receba ajuda de um

especialista on-line

Das 8h às 18h

E-mail

icon email

Envie-nos perguntas

detalhadas sobre sua dúvida

Saber Mais

Saber Mais

Use a Central de Atendimento

para encontrar as respostas

rapidamente.

Logo IBF

 WhatsApp IBF

bnds edit

Endereço

Instituto Brasileiro de Florestas

IBF Londrina

- Rua Sena Martins, 281B
Bela Vista, Londrina - Paraná
86015-060

+55 (43) 3324-7551

IBF Curitiba

- Rua Lívio Moreira, 631
São Lourenço, Curitiba - Paraná
82200-070

+55 (41) 3018-4551