Projeto Socioambiental de Dracena promove ressocialização de presos

Ressocialização de presos

Além de proporcionar a recuperação de áreas degradadas, na região de Dracena, o projeto pretende envolver os presidiários em atividades de capacitação e geração de emprego e renda
 

A falta de instrumentos que possibilitem a ressocialização dos presidiários não vem de hoje. Mas atualmente, com a expansão da crise no sistema prisional brasileiro, esse fato tornou-se muito mais evidente. A sociedade percebeu que apenas manter os infratores presos não é suficiente para modificar o comportamento deles, é preciso reintegrá-los à sociedade.

Assim, foi com o objetivo de colocar em prática um projeto que contemplasse não apenas a área ambiental, mas também servisse como uma ferramenta de inclusão social, que o IBFLORESTAS se uniu às Usinas de Açúcar e Álcool da Região, à Penitenciária Compacta de Dracena, e à Prefeitura Municipal de Dracena  para elaborar o Projeto Socioambiental – Penitenciária Compacta de Dracena.


O que se pretende é aliar a reintegração social dos presidiários, pelo trabalho, com o incentivo ao plantio de árvores, em todos os segmentos da sociedade. O Projeto Socioambiental – Penitenciária Compacta de Dracena tem como intuito superar a falta de qualificação profissional e o baixo nível de estudo dos presidiários, a partir da inclusão destes em atividades complementares, capazes de fornecer conhecimentos profissionalizantes e uma nova perspectiva de vida. Além disso, esse planejamento visa apoiar o Projeto Sementes do Trabalho, desenvolvido pelo IBFLORESTAS, visando geração de emprego e renda através do incentivo à coleta de sementes.

De acordo com Fernando dos Santos Martins, engenheiro ambiental da Usina Dracena Açúcar e Álcool, localizada no município de Dracena/SP, o projeto vem atender às necessidades socioambientais da região e dos parceiros signatários a este projeto, proporcionando um perfeito ambiente, com atividades práticas que poderão levar a ressocialização dos detentos da Penitenciária Compacta de Dracena. “Além disso, serão atingidas grandes metas de recuperação florestal das matas ciliares e áreas de reserva legal de pequenas e grandes propriedades e haverá um aumento ordenado da arborização urbana do município de Dracena”, destaca.

Para Lupércio Chagas Neto, diretor da secretaria de meio ambiente da prefeitura de Dracena, o projeto é muito bom para ocupar a mente dos presos. “Com as atividades, a atenção deles é desviada do foco de querer fugir”, diz. Para ele, existe uma carência de projetos socioambientais na região e a secretaria está com uma expectativa muito boa quanto ao projeto.

A idéia é implantar um viveiro de mudas nativas dentro do presídio de Dracena. A mão-de-obra será dos próprios presidiários que receberão treinamento técnico e capacitação para desempenharem  essas atividades.  A iniciativa e os investimentos são resultados de uma parceira entre Usinas de Açúcar e Álcool da Região, Penitenciária Compacta de Dracena, Prefeitura Municipal de Dracena e o Instituto Brasileiro de Florestas.

Celio Rejani, prefeito de Dracena, afirma que a prefeitura disponibilizará, para o projeto, uma estrutura, já existente na Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente no tocante à produção de mudas, como local de apoio na logística do projeto. Segundo ele, a prefeitura se prontifica, também, a ajudar no que for preciso para a expansão da área, na qual será implantada a estrutura do viveiro de mudas, no entorno da Penitenciária Compacta de Dracena.

De acordo com o prefeito, a finalidade de uma unidade prisional é a de educar, além de punir o infrator. “Dentro deste intuito, enquadra-se a necessidade de educação ambiental, que é fundamental a qualquer indivíduo nos dias atuais”, declara.

Para Rejani, quando o egresso ganha a liberdade, ele sente a dificuldade de se colocar no mercado de trabalho, entrando novamente para a marginalidade. Conforme o prefeito, a oportunidade de emprego é um direito do cidadão, ainda que privado de sua liberdade em uma instituição carcerária. Até mesmo para fazer sua remissão de pena e ter a oportunidade de se qualificar para o mercado de trabalho. “Entendemos que através deste projeto, possibilitamos sua reinserção no convívio social”, salienta.

O Instituto Brasileiro de Florestas será o realizador e coordenador deste Projeto, dando todo o suporte técnico necessário para a implantação e manutenção do viveiro florestal, que contará com uma produção anual de aproximadamente 1,7 milhões de mudas. Uma parte dessas mudas será distribuídas entre as usinas financiadoras para que possam dar início ao seus projetos de recomposição da mata ciliar.

O esforço integrado de conservação e restauração da Mata Atlântica é o principal motivador para a inclusão do IBFLORESTAS neste projeto. Vislumbrando a possibilidade de recuperar aproximadamente 2685 hectares, o projeto visa produzir, durante seus três anos de implantação, mais de 5 milhões de mudas nativas.

O IBFLORESTAS vê esse projeto não só como um instrumento de fomento à produção de mudas, mas como uma ferramenta de inclusão social e de difusão de idéias socioambientais inovadoras.

Para Nestor Pereira Colete Junior, diretor geral da penitenciária Agente Aparecido De Pieri - Dracena-SP, o projeto socioambiental pode trazer muitos benefícios para os presos, porque, por meio deste, eles serão capacitados a trabalharem nesta área ambiental e posteriormente, poderão conseguir um emprego no ramo. “Além disso, existe também o objetivo de denominar esses presos como viveiristas, recebendo até mesmo certificados de cursos da área”, observa. 

De acordo com ele, existe uma boa expectativa em relação à execução do projeto. Segundo o diretor da penitenciária, a região de Dracena é em sua grande maioria composta por usinas de cana-de-açúcar e trazer esse projeto pode estimular toda a sociedade a ter consciência socioambiental.

O Projeto Socioambiental de Dracena será um exemplo para outras empresas, do segmento ou não, para investirem em um projeto que dissemine não só ideais preservacionistas, mas promova, também, ideais sociais.

Termos mais procurados: Mudas Nativas; Apoio a Projetos; Viveiro Familiar; Plante Árvore; Sementes do Trabalho. {jcomments on}{repostcontent}

material de estudo3

 

  Boletim Informativo

Ligar

icon telefone

Fale com um especialista do IBF

das 8h às 18h

+55 11 4950-9091

Bate-Papo

icon chat

Receba ajuda de um

especialista on-line

Das 8h às 18h

E-mail

icon email

Envie-nos perguntas

detalhadas sobre sua dúvida

Saber Mais

Use a Central de Ajuda

para encontrar as respostas

rapidamente.

Logo IBF

 whats

bnds edit

Nossos Serviços

Endereço

Instituto Brasileiro de Florestas

IBF Londrina

E Rua Senador Souza Naves, 182
Sala 602, 6º Andar, Centro
Londrina, Paraná, 86010-160

T +55 (43) 3066-2151

IBF Curitiba

E Rua Lívio Moreira, 631
São Lourenço
Curitiba, Paraná, 82200-070

T +55 (41) 3018-4551